Home / Dicas / Tule francês brilhante – Tudo sobre esse tecido lindíssimo

Tule francês brilhante – Tudo sobre esse tecido lindíssimo

Um dos tecidos mais versáteis que existem, o Tule, também conhecido como Filó, surgiu em 1700, na cidade francesa de Tulle, e por isso seu nome. Ele possui algumas variações em seu modelo, como o Tule francês muito queridinho pelas noivas.

Mesmo sendo muito lindo, foi somente em 1832 que ele ganhou força dentro do mercado do corte e costura e do aviamento, quando o ballet adotou esse pano para seus figurinos.

A famosa bailarina Marie Taglioni foi a primeira a incorporar o Tule francês em seu tutu, como uma bela romântica. Essa peça conhecida, contém várias camadas de tule, se alongando até o tornozelo, se tornando sinônimo dentro dos espetáculos.

8 anos mais tarde, essa peça se tornou notícia e então tendência, quando compôs o vestido de noiva da Rainha Victoria, em 1840.

O que é tule francês?

Esse tecido fino que forma uma tela, tem uma trama hexagonal em bobina, sendo que pode ser feito de diversos materiais, como o rayon, nylon, poliéster, polymida, algodão e até mesmo seda.

O Tule francês oferece uma variação cheia de brilho para o tecido e a produção, e embora ele seja muito fino, é possível criar um efeito volumoso sem perder a transparência que dá charme ao material. Ele também é conhecido como Tule francês cristal.

Existem outros tipos de Tules?

Sim, com a sua popularização, diversos tipos de tramas e fios foram criados para conseguir dar forma ao tule ideal para cada tipo de uso, fazendo com que o acerto na hora da escolha faça toda a diferença no resultado.

Existem tipos mais encorpados, leves e com texturas diferentes, e além do famoso Tule francês, para conseguir criar adaptação a cada tipo de finalidade, trazendo ainda mais elegância a composição.

No mercado hoje é possível encontrar os seguintes modelos, além do que estamos falando:

  • Tule sintético: A trama desse tipo de tule lembra uma colmeia de abelhas, sendo que sua estrutura é muito mais encorpada, fazendo com que ele traga um efeito de luminosidade a composição;
  • Tule Ilusão: Aqui os fios são finos, e por esse motivo permitem uma leveza maior, sendo a característica perfeita para construir segunda pele em vestidos de festa;
  • Tule Americano: Se assemelha muito com o ilusão, mas a sua diferença reside na resistência aos bordados mais delicados. Não é tão transparente quanto o comparativo, e por isso é ideal para peças únicas no universo feminino;
  • Microtule: Essa trama é feita com fios bem próximos, criando algo bem delicado. Ele é muito usado nos mosquiteiros, garantindo um conforto maior na hora de dormir.

Materiais para confecção do Tule francês

Como dissemos, o Tule francês pode ser feito de vários materiais, sendo que ele está entre os tecidos mais românticos que existem no mundo. Muito utilizado para véus de noivas, artesanato e armações no estilo princesa, é preciso saber o que você está comprando.

  • Algodão

O Tule francês feito de algodão é o principal quando se pensa em véus de noivas, e quanto maior a quantidade de algodão presente em sua composição, melhor é sua qualidade.

Ele é mais pesado, mas tem um bom caimento e não pinica.

  • Seda

Essa é a variação mais cara do Tule francês, sendo que seu metro pode custar uma pequena fortuna. Ele é mais pesado ainda que a versão anterior, mas tem um caimento maravilhoso e um brilho natural e sutil.

Possui um toque macio a pele e frio, não pinica e é indicado para armações.

Agora que você já conhece tudo sobre o Tule francês e suas variações, acesse nosso site www.avimortecidos.com.br e descubra um mundo de possibilidades no artesanato e no aviamento.

Sobre Admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *